Sócio Solidário do FC Arouca distinguido com prémio de Responsabilidade Social de julho

O FC Arouca, que esta temporada está de regresso ao palco principal do Futebol Profissional, foi distinguido com o prémio de Responsabilidade Social do mês de julho graças à campanha Sócio Solidário. Iniciativa esta que prevê que os sócios do clube, ao pagarem as suas quotas, possam contribuir para a regularização dos sócios com menos condições financeiras, possibilitando que estes continuem a participar da vida do emblema.

José Américo, vice-presidente da Mesa da Assembleia Geral do FC Arouca, destaca o sucesso da campanha, fazendo votos para que outras Sociedades Desportivas sigam o exemplo.

"Este prémio é muito importante para nós. Para mais nesta fase que temos vivido. As pessoas não puderam ver futebol ao vivo e aqui, tal como no resto do País, há grandes dificuldades económicas. Um sócio mais antigo do clube propôs, então, que os associados contribuíssem para um fundo a ser distribuído por sócios mais carenciados. Pessoas que gostam de ver futebol ao vivo mas que não têm possibilidades económicas. Gostaríamos que este gesto se repetisse por outros clubes de Portugal. Os sócios acharam esta ideia muito interessante e aderiram de imediato", partilhou o dirigente.

Este prémio- o primeiro de Responsabilidade Social da época 2021-22 da Fundação do Futebol-, foi entregue por Mário Costa, Presidente da Mesa da Assembleia Geral da Liga Portugal e vice-presidente da Fundação. O responsável enfatizou o quanto o futebol pode ajudar fora das quatro linhas e o quanto contribui, não só como ajuda efetiva, mas como escape em tempos difíceis.

"Neste momento de pós pandemia, em que continuamos a assistir às dificuldades de famílias que sofrem com os impactos desta doença, o papel das Sociedades Desportivas é muito importante para ajuda pró-ativa. Esta campanha de sócios do FC Arouca, em que os associados podem ajudar outros através do respetivo pagamento de quotas, denota grande solidariedade e é isso que precisamos hoje em dia. O FC Arouca, com esta iniciativa, faz com que esteja mais gente nos estádios, permitindo ainda ajudar as pessoas no seu dia a dia, o que é salutar. O Futebol acontece muito fora das quatro linhas – tem papel ativo na sociedade e papel social muto importante para que as famílias sintam utilidade no futebol além do espetáculo", acentuou.

Partilhe nas redes