Dezembro de forte união!

Contornar as contingências sem as descurar, mas, acima de tudo, sem desistir de ajudar.

Esta a missão superada pelo Futebol Profissional no último mês de dezembro, tendo as Sociedades Desportivas contribuído para Natal mais doce e quentinho das suas comunidades, apesar das limitações inerentes à pandemia.

A Fundação Benfica manteve a tradição de continuar a encher corações, com Samaris e Everton a surpreenderem as crianças da Santa Casa da Misericórdia do Restelo, que nem conseguiam acreditar em quem lhes acenava pelo computador. Fundação que também pediu para ligar para a Fábrica dos Sorrisos por forma a engordar mealheiro para o Natal de crianças e famílias carenciadas, iniciando, também, o projeto Welcome Through Football, de apoio a jovens com estatuto de refugiados.

A Fundação Sporting, por sua vez, pôs-se em campo e doou equipamentos desportivos a jovens da República Centro Africana, iniciativa integrada na Missão da União Europeia (EUTM RCA).

Já o FC Porto começou dezembro a assinalar, de forma emotiva, o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, juntando-se, depois, ao Bairro dos Livros em ação de solidariedade. Vítor Baía aceitou o convite e foi uma das personalidades contadoras de histórias.

O SC Braga terminou os seus 10 episódios do SC Braga por Braga - iniciativa de apoio ao comércio local, colocando o seu canal – NEXT – a promover as empresas que, assoladas pela quebra de venda resultantes da pandemia, não tivessem despedido funcionários.

O Vitória SC estreitou distâncias. André André, Ricardo Quaresma, Bruno Varela e Neno fizeram uma visita digital à pediatria do Hospital Senhora da Oliveira e dinamizaram recolha de alimentos.

Para o Rio Ave FC, «a missão de ajudar nunca se esgota». Através do Rio Ave Social ajudou os Bombeiros Voluntários de Vila Do Conde a suprimir necessidades de famílias necessitadas.

O Boavista FC, parceiro da Cruz Vermelha Portuguesa, apelou à contribuição, divulgando formas de ajudar financeiramente a Instituição que apoiará até final da temporada.

O Natal foi, também, solidário nos Açores. Dez por cento das receitas da venda de camisolas oficiais do Santa Clara reverteram para o Patronato São Miguel.

Na Madeira, o CD Nacional festejou o seu 110.º aniversário com a plantação de 110 árvores. O clube entregou, ainda, ao Banco Alimentar Contra a Fome da Madeira pilhas e lâmpadas recolhidas na sede do clube e na Nacional Store. A ação inseriu-se na campanha “Pilhas por Alimentos". A nova mascote, o Condor Furacão, entregou ainda prendas no hospital dr. Nélio Mendonça.

Em Tondela, Todos continuaram Tondela, tendo o clube beirão ajudado a família Dias, em situação muito frágil.

Também na Liga Portugal Sabseg a solidariedade foi constante no último mês de 2020.

O Estoril Praia entregou presentes a crianças da freguesia de Cascais e Estoril, através da iniciativa "Elfos de Natal".  Propôs ainda o aluguer de "Pinheiros Bombeiros" para ajudar à compra de equipamento para os soldados da paz.

O FC Vizela associou-se ao Lions Clube Vizela no 𝐏𝐫𝐨𝐣𝐞𝐭𝐨 𝐋𝐮𝐜𝐚𝐬, iniciativa solidária para criação de bolsas de investigação direcionadas ao combate do cancro infantil. O clube colocou à venda na sua loja as bolachas Lucas, cujas vendas reverteram para a causa. Também em compras na Loja Oficial no valor de 40 euros, o clube doou 10 por cento ao "Natal do Bombeiro".

Por Coimbra, a A. Académica voltou a dizer presente no hospital Pediátrico de Coimbra, levando presentes a miúdos.

Também pelo quarto ano consecutivo, o GD Chaves presenteou crianças e jovens residentes no Lar de Infância e Juventude (LIJ) e Centro de Acolhimento Temporário (CAT) da Santa Casa da Misericórdia de Chaves.

E foi pelas crianças que o Casa Pia se uniu à freguesia de Benfica para abrilhantar o Natal no Bairro de Benfica, disponibilizando ponto de recolha de brinquedos e bens não perecíveis nas instalações de Pina Manique.

Futebol Profissional, futebol exemplar na Responsabilidade Social.

Feliz 2021!


Partilhe nas redes