CAMPANHA #TODOSJUNTOS REÚNE MAIS DE 2,5 MILHÕES DE EUROS PARA ALIMENTAÇÃO E MEDICAMENTOS

A campanha solidária #TodosJuntos, iniciada a meio de maio, angariou 2,5 milhões de euros para apoio alimentar às famílias, no contexto da presente crise. O montante total angariado permitirá a aquisição de alimentos básicos (leite, cereais, arroz, azeite, feijão, massa, atum, etc.) e 20% do valor total será destinado à aquisição de medicamentos urgentes.

A distribuição dos apoios será assegurada pela Rede de Emergência Alimentar lançada pela ENTRAJUDA para dar resposta às situações de carência resultantes do impacto da pandemia, articulada nos Bancos Alimentares e que integra cerca de 2.700 instituições entidades em todo o País, assegurando-se assim a diversidade de beneficiários e uma distribuição nacional (continente e regiões autónomas).

O objetivo é apoiar organizações que disponham de uma infraestrutura montada, com capacidade para chegar de imediato às pessoas concretas que enfrentam maiores dificuldades, em condições de controlo e auditoria exigentes. O processo de distribuição dos donativos será acompanhado por uma auditoria externa promovida pela Deloitte.

Os 10 Bancos que lançaram a campanha #TodosJuntos – Banco BPI/Fundação ”la Caixa”, Banco Montepio, Banco Santander, Caixa Geral Depósitos, Crédito Agrícola, Millennium bcp/Fundação Millennium bcp, Novo Banco, Bankinter, BBVA e Banco Carregosa - contribuíram com 1,8 milhões de euros para o total angariado.

Entre as empresas que se associaram à campanha #TodosJuntos com donativos encontram-se as seguintes: APCER, COSEC, Dignitude, Exporplás, Fundação Ageas, Grupo Bel, MysticInvest Holding, Nors, Primavera Software, Prio, Sodecia, Sogepoc, Sovena e Visabeira. Lactogal, Logoplaste, Missão Continente, Pingo Doce, Sr. Bacalhau e Sumol + Compal contribuíram com bens alimentares. A estas empresas juntaram-se entidades privadas que preferiram manter o anonimato e milhares de contribuições individuais.

Associaram-se à campanha os grandes grupos de comunicação social, que apelaram à mobilização de donativos. Os grupos Cofina, Global Media, Grupo Renascença, Impresa, JCDECAUX, Media Capital, MOP, Observador, Público, RTP e as rádios locais divulgaram uma campanha para apelar à mobilização de donativos particulares de cidadãos, empresas e instituições. A Federação Portuguesa de Futebol e a Fundação do Futebol – Liga Portugal disponibilizaram igualmente as suas plataformas para divulgar esta campanha.

As operadoras NOS, MEO e Vodafone participaram na iniciativa abdicando de qualquer receita da linha de valor acrescentado para angariação de donativos, em favor da campanha.

A campanha de marketing e comunicação foi oferecida pela BBDO, com o apoio também pro bono da Mindshare, Nomundo e Tinkle.


Partilhe nas redes