Bandeira da Ética entregue à Fundação do Futebol

A Fundação do Futebol – Liga Portugal recebeu, esta sexta-feira, em cerimónia realizada na Sede da Liga Portugal, a Bandeira da Ética, que contou com a presença do Presidente da Liga Portugal, Pedro Proença, do Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, do Presidente do IPDJ – Instituto Português do Desporto e Juventude, Vitor Pataco e do Diretor Regional do Norte do IPDJ, Vítor Dias e membros do Conselho de Administração da Fundação do Futebol.

Na abertura da cerimónia, Pedro Proença reforçou a importância do momento para a Liga Portugal e a Fundação do Futebol. "A Fundação iniciou-se há pouco mais de um ano e meio pelo que, receber hoje a bandeira da ética é para nós o reforçar daquilo que são os princípios e os valores que devem nortear o futebol em geral, e que têm norteado o Futebol Profissional e, neste caso, a própria Fundação do Futebol. Relembro que a Fundação do Futebol surgiu como um mecanismo para aproveitar a notoriedade deste mesmo fenómeno, naquilo que são as atividades de responsabilidade social e, portanto, é com grande orgulho que hoje vamos receber esta bandeira, que atesta a qualidade do trabalho levado a cabo pela Fundação".

Para João Paulo Rebelo tratou-se de um reconhecimento "totalmente merecido, até porque o desporto pode ser um instrumento absolutamente essencial na transmissão de valores. Ainda para mais ao falarmos de Futebol, e particularmente no contexto do nosso país, onde é inegável o seu impacto brutal em todos os portugueses, com especial relevância nos mais jovens, a quem nós pretendemos incutir valores imprescindíveis, como o Fair-Play, a resiliência e o saber ganhar e perder". O Secretário de Estado da Juventude e do Desporto prosseguiu, defendendo que "a bandeira da ética é, no fundo, o reconhecimento que o IPDJ faz às entidades que ajudam na promoção destes valores. E este é um gesto simples, carregado de simbolismo, que confirma que, no seu curto período de vida, a Fundação do Futebol tem desempenhado um trabalho fundamental na passagem destes valores."

Já para Vítor Pataco e o Instituto Português do Desporto e da Juventude, é "um motivo de grande satisfação consubstanciar simbolicamente aquilo que é a certificação da bandeira da ética à Fundação do Futebol". "Naturalmente que a própria natureza da Fundação já apontava para este caminho, porque os seus próprios valores incorporam aspetos ligados à ética, mas também é preciso sublinhar que essa certificação resulta de um conjunto de ações e iniciativas que a Fundação já fez, e que estão relacionadas com temáticas como a inclusão social e o combate à violência doméstica e no desporto, o que acresce e justifica esta certificação, até porque nós sabemos bem da dificuldade que representa a transmissão destes valores que são imateriais, mas que são de extrema importância para a honorabilidade das organizações e das pessoas que as representam. O nosso desejo é, portanto, que a Fundação continue neste caminho, que se reveste da maior importância para o Futebol em geral", concluiu o Presidente do IPDJ.

A implementação da Bandeira da Ética tem como objetivo certificar os valores éticos no desporto, promover as boas práticas no desporto e dar visibilidade às iniciativas e reconhecer a ação dos agentes do sistema desportivo.

A Fundação do Futebol – Liga Portugal passa a fazer parte de uma comunidade de instituições comprometidas com a ética no desporto e reconhecidos pelo trabalho que desenvolve nesta área.

Partilhe nas redes