Abril, ações mil!

A ajuda alimentar, o cuidado com a saúde numa altura em que os alertas Covid 19 ainda não podem ser descurados, e muitas mensagens e correntes de ajuda continuaram a ser prioridade para as Sociedades Desportivas imbuídas do seu papel na Responsabilidade Social.

Nesse sentido, a Fundação Sporting e os militares na Missão de Treino da União Europeia da República Centro-Africana distribuíram material escolar e merchandising Sporting na escola Maternelle Saint-Paul, em Bangui.

A Fundação Benfica, por sua vez, apelou ao apoio a idosos em isolamento social através do IRS, pedindo contribuição alimentar por via da Cruz Vermelha Portuguesa. Participou ainda numa ação de sensibilização da Amnistia Internacional Portugal e do projeto #EuJogoPelosDireitosHumanos.

Já o Sport Lisboa e Benfica associou-se à onda solidária dinamizada pelo CD Feirense, tendo contribuído com 150 kg de tampas de plástico e caricas para ajudar aos tratamentos do Gonçalo. Uma onda de solidariedade, para com um pequeno adepto, também já abraçada por Estoril Praia, CD Mafra, FC Arouca, Ac. Viseu e CD C. Piedade.

Com o mesmo espírito de solidariedade, o CD Tondela continua a ajudar famílias carenciadas e mudou as cores da camisola para produzir uma edição especial e limitada. A venda das mesmas servirá para doar cabazes a quem mais precisa.

Também o Moreirense FC fez bom uso do equipamento, inscrevendo nas camisolas de jogo frente ao Sporting CP a frase- “Vai ficar tudo bem”! As vendas reverteram para o “Raízes”, um projeto de apoio à pobreza e exclusão social. 

O Vitória SC celebrou a Páscoa com uma visita aos jovens do Lar de Santa Estefânia, enquanto o FC P. Ferreira ajudou os agentes culturais – setor muito afetado com a pandemia-, em parceria com a Fundação do Futebol - Liga Portugal e outras entidades. O emblema pacense transmitiu no Facebook, no intervalo do jogo com o SL Benfica, um pequeno concerto de David Bruno. As partilhas do vídeo valeram compras para os profissionais da cultura.

Já o Gil Vicente FC associou-se à prevenção dos maus-tratos na infância, em parceria com a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Barcelos. Os capitães Rúben Fernandes e Denis juntaram-se num vídeo emotivo a pedir cuidados para as crianças, naquela que foi uma mensagem enfatizada no jogo com o FC Famalicão.

Mais a sul, o SC Farense uniu-se ao “He for She” Algarve – movimento integrante de apelo internacional pela igualdade de género-, na recente receção ao Portimonense. Uma mensagem forte, assente nos direitos humanos, pela inclusão de todas as pessoas no desporto e nas várias esferas da vida.

A Fundação Marítimo Centenário entregou à Associação Portuguesa de Deficientes da Madeira tampas de plástico para compra de equipamento ortopédico, sendo que na Liga Portugal SABSEG as comunidades puderam contar com a ajuda do Futebol que ainda homenageia quem mais merece.

Prova disso foi a homenagem prestada pelo FC Vizela aos profissionais médicos, no Dia Mundial da Saúde, tendo a A. Académica vestido a bata aos seus atletas, publicando fotografia em honra dos pontas de lança da saúde!

Ainda em Coimbra, os estudantes revelaram, também, a sua indignação com os maus-tratos infantis, através de um reforço da mensagem do laço azul, com a equipa a utilizar t-shirts alusivas à causa, no encontro frente ao GD Chaves. Pequenos jogadores da formação ‘desenharam’ o laço em campo a pedir o mais elementar direito das crianças: serem tratadas com amor e carinho.

Já no âmbito do Dia da Mãe, o Casa Pia AC associou-se à Ajuda de Mãe e, até ao dia 2 de maio, angariou bens no Estádio Pina Manique para doar a uma instituição.

Por fim, destaque para o CD Feirense que lançou, neste mês de abril, uma nova rubrica, visando as boas práticas ambientais. Assim, duas vezes por semana, nas plataformas digitais do emblema, surge o “Eco Billas”- mascote amiga do ambiente. O CD Feirense assinalou ainda o Dia Nacional da Educação de Surdos, com um vídeo protagonizado pelos alunos da Escola EREBAS da Feira, estabelecimento com ensino bilingue. Um registo vídeo onde também os jogadores da equipa comunicam em língua gestual portuguesa.

Apesar dos campeonatos caminharem para o seu término, bem como a pandemia que começa a restituir-nos esperança e alguma liberdade, a Responsabilidade de todos com cada um não cessa, nem cessará!

Partilhe nas redes